muriloO professor Francisco Murilo Zerbini, do Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia, é um dos pesquisadores mais influentes do mundo, segundo levantamento da empresa de consultoria britânica Clarivate Analytics. A lista Highly Cited Researchers foi publicada na última semana, trazendo o nome dos 6.600 cientistas mais citados nos últimos 10 anos, em 22 áreas de conhecimento. 

“Aparecer em uma lista como essa é uma medida do impacto que o trabalho tem, do quanto ele é visível e reconhecido como relevante pela comunidade científica. Vejo como uma consequência. O meu objetivo mesmo, sempre, é executar um trabalho no qual acredito e fazer com que ele seja publicado e lido”, conta Murilo, que é professor do Departamento de Fitopatologia desde 1994. 

Atualmente, o professor trabalha com duas linhas principais: a primeira, desenvolvida no Laboratório de Ecologia e Evolução de Vírus, com o envolvimento direto dos estudantes, investiga o que leva uma população de vírus originada em ambiente natural, em plantas silvestres, a ser transferida para plantas cultivadas e causar doenças. “A relevância dessas informações sempre foi grande, e pode se tornar maior ainda neste contexto de uma pandemia que foi provavelmente originada de forma parecida, só que envolvendo animais. Estamos levantando hipóteses, investigando se podemos fazer um paralelo entre essas formas de desenvolvimento dos vírus, e acreditando que, se pudermos, o impacto destes estudos fica ainda mais evidente”, adianta o professor. 

Além das pesquisas desenvolvidas no laboratório, Murilo se dedica a estudos de taxonomia, que têm grande impacto entre os virologistas. “São pesquisas que não afetam tão diretamente o produtor, mas são de grande importância para quem trabalha com vírus. Grande parte das citações que esse levantamento indica, inclusive, vem destes trabalhos”, explica ele, que é presidente do International Committee on Virus Taxonomy (ICTV), além de assessor especial da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Viçosa (UFV)

A Highly Cited Researchers é desenvolvida a partir de dados da Web of Science,  plataforma de citações e referências mantida pela Clarivate Analytics e é publicada desde 2014. Além de Murilo, outros 20 brasileiros aparecem na lista, vinculados a 12 instituições diferentes. A UFV é a única do estado de Minas Gerais, representada também pelo professor Adriano Nunes Nesi, do Departamento de Biologia Vegetal.